Ônibus espacial Atlantis retorna, encerrando programa da Nasa

CABO CANAVERAL, Estados Unidos – O ônibus espacial Atlantis voltou para casa nesta quinta-feira, atravessando um céu iluminado pela lua para completar uma missão de 13 dias na Estação Espacial Internacional e encerrar uma odisseia de 30 anos para o programa de ônibus espaciais da Nasa.

O comandante Chris Ferguson pilotou suavemente a nave espacial de 100 toneladas às alturas, e então mergulhou de frente rumo à faixa de pouso rodeada por pântanos no Centro Espacial Kennedy, alguns quilômetros do local onde o Atlantis será exposto como uma peça de museu.

Explosões sônicas abalaram o silêncio da madrugada ao redor do centro espacial, a última vez que os moradores irão ouvir o som de uma nave voltando para casa.

Ferguson conduziu o Atlantis para a pista de pouso às 5h57 (6h57, horário de Brasília), encerrando uma jornada de 8,4 milhões de quilômetros e fechando um capítulo na história de voos espaciais humanos.

“Missão completa, Houston”, disse Ferguson via rádio ao Controle da Missão.

O astronauta Barry Wilmore, do posto de controle, respondeu: “Usaremos essa oportunidade para parabenizá-lo Atlantis, e os milhares de indivíduos apaixonados de toda essa grande nação que realmente deram força à essa incrível nave espacial, que durante três décadas inspirou milhões pelo mundo.”

O retorno do Atlantis de sua 135a missão encerrou o programa de 30 anos, e apesar de as missões aparentarem ser de rotina, dois acidentes fatais mataram 14 astronautas e destruíram duas das cinco naves espaciais da Nasa durante esse período

  • Comentários  

    20/09/2017