Arquitetura verde: Jardins suspensos urbanos

Arquitetura verde: Jardins suspensos urbanos

Rua vertical

Seu nome é Jardins de Cristal (Crystal Gardens), uma referência direta à interessante combinação de vidro e verde.

Mas os seus criadores, da CK Designworks, em Melbourne, na Austrália, afirmam ser uma rua vertical.

A cada seis andares do edifício de 35 andares, que será construído lá mesmo em Melbourne, haverá jardins com dimensões suficientes para o cultivo de árvores de até 10 metros de altura.

Mas não é só isso: todo o edifício estará apresentando as últimas novidades em tecnologia verde.

Arquitetura verde: Jardins suspensos urbanos

Coleta de água da chuva

Embora jardins nos telhados e varandas paisagísticas não sejam exatamente uma novidade, o arquiteto Robert Caulfield diz que esta é a primeira vez que cinco jardins comuns serão construídos no mesmo edifício.

Para conseguir essa façanha, os jardins de 120 metros quadrados de área de 10 metros de altura cada um serão contidos em caixas, apoiadas em suportes estruturais para sustentar o peso do solo e das árvores.

O edifício usará ainda vidros capazes de refletir o calor e iluminação alimentada por energia solar.

Como o terreno tem apenas 360 metros quadrados, as paredes externas do prédio – mais de 8.000 metros quadrados – serão usadas para capturar a água da chuva.

“Isso é raro”, diz Caulfield. Normalmente, os ventos fortes “golpeiam a chuva para fora do edifício”.

Para evitar isso, serão usadas varandas triangulares e uma fachada irregular para reduzir o movimento lateral do vento, minimizando a fuga da água.

O sistema de coleta de água será integrado à rede de abastecimento do edifício, sendo utilizada para a rega dos jardins e nos banheiros.

Arquitetura verde: Jardins suspensos urbanos

Aquecimento e refrigeração

Os sistemas de aquecimento e refrigeração também foram projetados em torno dos jardins.

Os edifícios convencionais ou usam aparelhos individuais de ar-condicionado, ou longos tubos que bombeiam água quente ou fria ao longo de todo o edifício.

“Nós usamos uma versão híbrida,” disse Caulfield. Um sistema de refrigeração instalado em cada jardim irá bombear a água para apenas seis andares, três acima e três abaixo. “Os tubos curtos minimizam a perda de aquecimento ou de arrefecimento”, diz ele.

O prédio, que abrigará lojas, escritórios e 154 apartamentos, deverá estar pronto até 2014.

Caulfield contou que seu próximo projeto será a construção de fábricas verticais em Nanjing, na China.

Fonte: Inovacao Tecnologica

  • Comentários  

    20/10/2017