Dia das Crianças

crianças brincandoOs dias atuais no nosso Brasil, tem sido de forma geral, cada vez mais marcados com várias mudanças políticas, sociais , econômicas, afetando direta e indiretamente as nossa crianças, sabemos que muitas delas, ainda estão sem oportunidades pela situação das famílias, de receberem os presentes que sonham ou até mesmo de uma alimentação saudável e nutritiva com direitos a algumas guloseimas como um simples chocolate, outras já não tem mais a sua infância, nem sonham com brinquedos ou chocolates, pois participam de uma realidade oculta a muitos, ou muitos fecham os olhos e os corações, uma realidade de um mundo de tráfico, mortes e tragédias que não poupam nossas crianças, ao contrário tiram delas até o direito da viver ou de sonharem… temos que refletir na educação das nossas crianças, pois nas escolas os professores são cada vez mais escassos…não por falta de formação profissional, mas pelo medo, insegurança, eles não sabem mais com quem estão lidando, se uma simples e inocente criança, que realmente é uma criança em corpo e mente ou se que por sofrimentos, maus tratos, condições precárias de sobrevivência e outros agravantes motivos emocionais deixou de ter uma mente infantil e confrontam as pessoas ao seu redor com atitudes inesperadas… nós adultos, sejamos, pais, avós, tios, primos, irmãos, vizinhos, amigos, médicos, advogados, professores, servidores, não importa nossa posição na sociedade, devemos refletir muito e mudarmos as nossas atitudes com nossas crianças, precisamos resgatar o que antigamente foi precioso na nossa infância, será que é tão difícil olhar para o passado e perceber que está faltando um pedaço de vida que nossos filhos e ou netos não estão vivendo… é o pedaço do chão vermelho, do castelo de areia, do esconde-esconde, do pega-pega, carriolinha, da amarelinha, do papai chegar do trabalho e ter algo escondido na mochila pra receber um abraço do pequenino, uma história de saci, ou outra lenda, toda família reunida na mesa até para um simples café da tarde, uma conversa séria pra crescer sabido, uma brincadeira saudável, um respeito a mais, uma força nos problemas, uma mão amiga, um coração paciente, um aconchego… se tá faltando algum pedaço que eles ainda não viveram, nunca será tarde, vamos construir este pedaço, seja ele qual for, pra nossas crianças viverem uma infância completa, uma infância que terão saudades… você: adulto, grandaão, sabichão, importantão, sei lá o que “ão”  tem saudades da sua ?…

Alice Marcheti, enviado em 03/10/2011

  • Comentários  

    16/08/2017