Cursos de azulejista e pintura para mulheres

Abertas inscrições para capacitação de mulheres na construção civil

As inscrições para a 2ª edição do Programa Mulheres na Construção foram abertas sexta-feira (10/08/2012), com 220 vagas para cursos de qualificação em azulejistas e pintores de obras. As aulas serão ministradas no Instituto Federal de Brasília (IFB).

Mulheres trabalhando na construção civilO programa é destinado preferencialmente às mulheres maiores de 18 anos, com escolaridade mínima da 4ª série do ensino fundamental. A seleção será feita seguindo critérios como renda, número de filhos, local de moradia, entre outros. No decorrer do curso, cada participante receberá uma Bolsa de Estudos no valor de R$ 200,00/mês do IFB, que servem como ajuda nos gastos com deslocamento e alimentação.

Para o primeiro semestre de 2012, foram oferecidas 200. Neste segundo semestre, serão disponibilizadas mais 220 vagas dividias em seis turmas.

O período de matrículas será entre os dias 10 e 24 de agosto. Para ter acesso ao endereço dos postos de inscrição, clique aqui.

Como as mulheres vão atuar na Construção Civil

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres estabeleceu um diálogo permanente com as mulheres brasileiras por meio de conferências nacionais, que constituíram um marco na formulação de políticas públicas orientadas para a promoção da igualdade de gênero e o respeito à diversidade.

O Programa Mulheres Construindo Autonomia na Construção Civil tem o propósito de fortalecer as ações previstas no II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres – II PNPM, com foco no Capítulo 1 “Autonomia Econômica e Igualdade no Mundo do Trabalho com Inclusão Social”, que tem como prioridade a promoção da autonomia econômica e financeira das mulheres, por meio da assistência técnica, do acesso ao crédito e ao apoio ao empreendedorismo, associativismo, cooperativismo e comércio.

O objetivo da mulher na construção civil é contribuir com o desenvolvimento sustentável do país, com a geração de trabalho e renda a partir do fortalecimento e valorização do trabalho da construção civil para as mulheres. Promover a inclusão social, o empoderamento e autonomia das mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica e violência domestica, ampliando as possibilidades de trabalho e renda.

Veja como as mulheres estão cada vez mais inseridas no mercado de trabalho da construção civil

  • Comentários  

    25/06/2017