Bóson de Higgs: maior descoberta da física de partículas

Diante de um auditório lotado (que contou com a presença ilustre de Peter Higgs, físico britânico que propôs o Bóson de Higgs na década de 1960) em Genebra, na Suíça, físicos dos dois maiores experimentos do LHC, chamados CMS e Atlas, confirmaram a presença de uma nova partícula entre 125 e 126 vezes mais pesada que o próton, a partícula que forma o núcleo dos átomos, e que parece possuir todas as características do bóson de Higgs, foi apelidada por alguns comentaristas de “a partícula de Deus”.

A maior descoberta da física de partículas dos últimos 30 anos: Os resultados são consistentes com o “bóson de Higgs”, nome dado à partícula que ajuda a explicar como o mundo à nossa volta possui massa. Se o achado for mesmo o Higgs, significa que o modelo científico para explicar os fenômenos físicos, chamado Modelo Padrão da Física de Partículas, está correto. Não é um evento corriqueiro na ciência. A última vez que os cientistas detectaram uma nova partícula da natureza foi no fim da década de 1990, chamada quark top.

O evento dá continuidade a uma série de resultados divulgados ao longo dos últimos sete meses. Foi transmitido a partir das 4 da manhã de quarta-feira pela internet e chegou a entrar nos trending topics do twitter.

No fim de 2011, os físicos já haviam vislumbrado o bóson de Higgs, mas os resultados não eram tão confiantes quanto os de agora. De acordo com os físicos, desta vez a certeza é de 5 sigma em dois experimentos independentes, o que na linguagem científica quer dizer que a chance de a descoberta ser uma obra do acaso é uma em 3 milhões. É o suficiente para classificá-la como descoberta formal.

“O Bóson de Higgs é importante porque a existência dele provaria que existe um campo invisível que permeia o universo. Sem o campo, ou algo parecido, nada do que conhecemos existiria.”

“A descoberta de uma partícula consistente com o bóson de Higgs abre caminho para estudos mais detalhados, exigindo estatísticas maiores, que irá apontar as propriedades da nova partícula, e deve lançar luz sobre outros mistérios do nosso universo.”

Muito interessante!

 

  • Comentários  

    22/05/2017