Ataque do dia 11 de setembro aos EUA completa 10 anos

Neste domingo, os norte-americanos lembram o horror do dia 11 de Setembro de 2001 e as quase 3.000 pessoas que morreram naquela data, quando aviões comerciais foram sequestrados e usados para atingir edifícios no país. As autoridades locais estão trabalhando para garantir que o marcante dia do 10º aniversário dos ataques seja pacífico.

Autoridades de Nova York e Washington estão em alerta máximo contra o que descreveram como “possíveis, mas não confirmadas” ameaças de um plano da Al Qaeda para atacar os EUA novamente uma década depois da queda das torres gêmeas do World Trade Center após o choque dos aviões.

Em Manhattan, particularmente, a segurança está muito rígida. Policiais inspecionam veículos nas ruas da cidade e em pontes e túneis que levam a Nova York.

O momento-chave das homenagens é a tradicional leitura dos nomes daqueles que morreram no 11 de Setembro, realizada por familiares das vítimas. Sinos vão soar em toda a cidade.

Nos ataques de 11 de Setembro, 19 homens, membros do grupo militante islâmico Al Qaeda, sequestraram quatro aviões e os jogaram contra o World Trade Center, o Pentágono e em um campo de Shanksville, na Pensilvânia.

Semanas depois dos ataques, forças norte-americanas invadiram o Afeganistão para derrubar o regime do Taliban, que deu abrigo aos líderes da Al Qaeda, responsáveis pelo 11 de Setembro.
Para lembrar o 10º aniversário dos ataques, Obama deve visitar os três locais atingidos pelos aviões.

“Graças aos esforços incansáveis de nossos militares e de nossos profissionais da inteligência, aplicação da lei e segurança interna, não deve haver dúvidas: hoje, a América é mais forte e a Al Qaeda está a caminho da derrota,” afirmou Obama em seu discurso semanal na rádio e na internet.

Forças norte-americana mataram o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, no Paquistão, em maio.

A cerimônia deste domingo no Marco Zero deve ter momentos de silêncio para marcar o horário em que os aviões atingiram as torres gêmeas e quando elas desabaram. Outros momentos de silêncio serão observados quando um dos aviões atingiu o Pentágono e um outro caiu na Pensilvânia após os passageiros, cientes dos ataques anteriores, reagirem e lutarem contra os sequestradores.

Bush, que tem mantido discrição após o fim de seu mandato, estava em Shanksville no sábado. “As memórias daquela manhã são frescas, assim como a dor,” afirmou Bush a uma multidão no local.

O governador de Nova Jersey, Chris Christie, discursou no sábado na inauguração de um monumento em homenagem aos 746 moradores do estado mortos nos ataques.

O memorial “Céu Vazio,” no Parque Estadual da Liberdade, localizado do outro lado do rio Hudson em relação ao World Trade Center, tem os nomes dos mortos gravados em dois muros de aproximadamente nove metros de altura, cada um com 63,7 metros de comprimento, a largura exata das torres gêmeas.

 

Fonte: Reunters

  • Comentários  

    20/10/2017