Hortolândia propõe parcerias com Xian, sede da ZTE

Proposta da Prefeitura é ampliar a relação com município chinês para realização de parcerias nas áreas econômica e socialchina

A Prefeitura quer estreitar as relações com o município de Xian, da Província de Shaanxi da República Popular da China, sede da empresa ZTE, que acaba de iniciar as atividades em Hortolândia. Nesta terça-feira (23/08), o prefeito Angelo Perugini entregou ao cônsul geral da República Popular da China, Sun Rongmao, a carta convite destinada ao prefeito de Xian, Chen Baogen, que propõe a assinatura de um protocolo de intenções para que os dois municípios se tornem cidades irmãs.

Perugini destaca que a China é um importante parceiro comercial. “Vamos aproveitar o crescimento econômico que vive a China, hoje considerada uma das principais economias do mundo, vamos conquistar muitos benefícios para a cidade. Com esta parceria entre cidades irmãs, vamos estreitar nosso relacionamento comercial com Xian”, comentou o prefeito.

De acordo com o cônsul geral da China, Sun Rongmao, a parceria entre as duas cidades trará benefícios importantes. “A relação de cidades irmãs entre Hortolândia e Xian trará muitos benefícios econômicos. Xian é uma das cidades mais importantes da China, por isso, acredito que não faltarão esforços para fazer com que Hortolândia se torne uma cidade avançada em tecnologia”, afirma Rongmao.

O relacionamento de cidades irmãs é uma prática adotada em todo o mundo. O objetivo é promover o intercâmbio entre municípios que têm algo em comum com ações que ampliem as atividades econômicas, culturais, sociais e a troca de informações entre as cidades.

“Queremos estreitar os laços de amizade entre as duas populações, fortalecer as áreas da economia, tecnologia, transportes, artes, esporte, saúde, educação, turismo e meio ambiente”, afirma o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Marcelo Borges, que acompanhou o prefeito até o Consulado da República Popular da China, em São Paulo.

O prefeito explicou que a instalação da empresa ZTE em Hortolândia torna necessária a ampliação do relacionamento da cidade com Xian. A empresa de alta tecnologia vai investir US$ 250 milhões na cidade e gerar 1.200 empregos. “Por isso, pedimos ajuda do consulado para encaminhar a carta-convite ao prefeito de Xian. É uma parceria importante”, reforçou Perugini.

Na carta, Perugini convida o governante e sua comitiva a visitar Hortolândia. Também resume os objetivos do protocolo de intenções, formalização necessária para as cidades se tornarem irmãs e realizarem projetos conjuntos visando o desenvolvimento econômico e social.

Em abril deste ano, Perugini visitou o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da ZTE e conheceu a cidade de Xian. Na ocasião, foi assinado o Acordo de Cooperação Estratégica para a construção do polo industrial da ZTE em Hortolândia, parceria oficializada na presença da presidenta Dilma Rousseff e do presidente da China, Hu Jintao.

A ZTE funcionará num terreno localizado na avenida Sabina Baptista de Camargo, antiga estrada da Granja Ito, na Região do Jardim Novo Ângulo. Em Hortolândia, a empresa realizará uma série de investimentos para a construção de um parque industrial, um centro de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, uma plataforma de distribuição de equipamentos, que atenderá todo o Mercosul, além de um centro de treinamento e um call center. Hortolândia é o primeiro município a receber um parque fabril da ZTE fora da China.

Sobre Xian

Xian é uma das cidades mais antigas da China e de grande importância histórica para o país. Desde o século 11 a.C., foi a capital de 13 dinastias e o ponto de partida para a rota da seda, antigo trajeto comercial que ligava a China ao Mediterrâneo.

É a capital da província de Shaanxi, centro histórico e cultural do rico vale do rio Wei. A cidade abriga a antiga universidade de Xian Jiaotong, fundada em 1896.

Localiza-se no norte da China em uma grande planície delimitada por montanhas ao sul. A população é de cerca de 8 milhões de habitantes.

Desde 1990, com a ressurreição da economia no interior da China, Xian cresce como potência cultural, industrial e educacional na região centro-noroeste. Disponibiliza vários recursos voltados para a área de pesquisa e desenvolvimento, segurança nacional e para o programa chinês de exploração espacial.

Hortolandia

  • Comentários  

    25/04/2017