Hortolândia investe em Construção de Parque e Lagoa

Até o final deste ano, a Prefeitura de Hortolândia iniciará a construção do parque linear com reservatório de contenção de enchente do Córrego Santa Clara, por meio do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).

O prefeito Angelo Perugini assinou com a Caixa Econômica Federal o contrato de R$ 29,85 milhões que garantem as obras por meio do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).

O parque linear tem extensão de cerca de 2,3 quilômetros . Começa no Jardim Santa Fé e vai até o bairro Novo Cambuí. O pacote de obras também inclui a recuperação das margens do córrego no trecho entre a Avenida Olívio Franceschini, no Parque São Miguel, até o novo prédio da Câmara de Vereadores, no Jardim São Gabriel.

Além da barragem para controlar águas de chuva e evitar enchentes, o parque linear terá ciclovias, pista de caminhada, equipamentos de ginásticas e paisagismo.

“Vamos completar o sistema de macrodrenagem do principal eixo de Hortolândia. Já estamos canalizando o Ribeirão Jacuba. Com este novo recurso vamos realizar intervenções no Córrego Santa Clara. O município ficará livre de problemas no sistema de drenagem de água e alagamentos por 100 anos”, disse o prefeito, após assinar o contrato na Superintendência da CEF (Caixa Econômica Federal), em Campinas.

O parque linear do Jardim Santa Fé é uma das ações previstas no projeto que cria o Corredor Ecológico de Hortolândia, uma extensão de 6,3 quilômetros quadrados de áreas públicas de preservação, lazer e recreação. O espaço equivale a 10% de extensão territorial da cidade, que é de 62,2 km².

Para implantar o Corredor Ecológico, a Prefeitura constrói parques lineares, recupera nascentes d´água, realiza obras de combate à enchente, amplia espaços de lazer e recreação, tira famílias da beira de córregos, promove a regularização fundiária de áreas, além de criar ciclovias.

Também são parte do Corredor Ecológico a implantação do Parque Socioambiental Chico Mendes, já em funcionamento na região central, a canalização do Ribeirão Jacuba (Centro), com obras em fase de conclusão, além de dois reservatórios de contenção de enchentes, na região do Jardim Minda, também em execução.

“Esse corredor ecológico nasce no Jardim Nossa Senhora de Fátima e termina na divisa de Hortolândia com Sumaré. É um salto de qualidade de vida e ação importantíssima de preservação e recuperação ambiental. Além de recuperar nascentes e embelezar a cidade, vamos ampliar as opções de lazer da comunidade, por meio dos parques, e garantir produção local de água com as lagoas de contenção de enchentes”, disse o prefeito.

Além de Hortolândia, outros oito municípios da RMC assinaram contratos para realização de obras com verba do PAC 2. O valor total dos contratos é de R$ 137.422.719,87 para 19 intervenções. Nesta etapa, o governo federal atendeu aos municípios de Sumaré, Americana, Nova Odessa, Pedreira, Vinhedo, Engenheiro Coelho e Valinhos.


  • Comentários  

    28/05/2017