Hortolândia está entre as 300 cidades mais dinâmicas do mundo

Prefeito Angelo Perugini receberá homenagem, na Alemanha, pelas ações promissoras de desenvolvimento econômico e social em Hortolândia

cidadeHortolândia está na lista das 300 cidades mais dinâmicas do mundo. A cidade será premiada pela Omemp (Organização Mundial dos Estados, Municípios e Províncias), na 17ª edição do Meeting City Dinamics Word 2011 (Reunião das Cidades mais Dinâmicas do Mundo), na cidade de Colônia, na Alemanha, durante a Feira Internacional de Tecnologia e Urbanismo da Europa, que ocorre entre os dias 24 e 26 deste mês. A convite dos organizadores, o prefeito Angelo Perugini vai até a Alemanha receber o prêmio.
Para definir o grupo das cidades mais dinâmicas do mundo, a Omemp se baseou na pesquisa de qualidade de vida coordenada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), com o apoio da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Ciência e a Cultura) e a ONU (Organização das Nações Unidas). O estudo levou em consideração indicadores nos setores de desenvolvimento econômico, social e educação.
Para o prefeito, o prêmio é resultado das políticas públicas realizadas no município, nos últimos sete anos, que incentivam o crescimento econômico, sem perder de vista as necessidades nas áreas de saneamento básico, infraestrutura, educação, saúde, cultura, lazer, habitação, planejamento urbano e meio ambiente.
“Todos os moradores de Hortolândia devem sentir orgulho em fazer parte da história desta cidade que saiu dos índices de precariedade e carências para ser contemplada com um prêmio internacional pelo desenvolvimento econômico e social. Temos muito ainda a construir, mas plantamos a semente de uma cidade com sustentabilidade. Nos próximos anos, seremos uma das cidades com melhor qualidade de vida do Brasil”, comemorou o prefeito.
Hortolândia figura no ranking acompanhado de municípios estrangeiros como Pequim (China), Istambul (Turquia) e Singapura. Segundo os coordenadores do evento, o objetivo do Meeting City Dinamics World 2011 é mostrar o potencial dos municípios mais dinâmicos do mundo e a eficiência deles na  realização de políticas públicas para o desenvolvimento.
CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL
Desde 2005, o prefeito Angelo Perugini trabalha pelo desenvolvimento econômico e social de Hortolândia. Nesse período, a política de desenvolvimento econômico criou 20.000 postos de trabalho na cidade.  O governo faz a economia municipal crescer a passos largos com medidas que apoiam do micro ao grande empreendedor.
O resultado é queda do desemprego de 17,2%, em 2005, para 2% da PEA (População Economicamente Ativa) e ampliação da renda média familiar, de R$ 870 (em 2005) para R$ 2.000. Nesse período, o PIB (Produto Interno Bruto) da cidade aumentou de R$ 1,7 bilhão para R$ 5,8 bilhões.
A Prefeitura promove o desenvolvimento econômico e coloca a economia a serviço da população por meio da realização de obras e implantação de serviços que aumentam a qualidade de vida das pessoas. Tudo com planejamento.
Em sete anos, Hortolândia saiu da marca zero de coleta e tratamento de esgoto para atender mais de 50% da população com o serviço de saneamento. A meta é disponibilizar o serviço a 70% das residências até o final deste ano e chegar a 100% até dezembro de 2012.
A Prefeitura realiza obras de asfalto sem custo ao morador em vários bairros da cidade com a meta de garantir a pavimentação de todas as ruas até o final do ano que vem. Também reestruturou o sistema de iluminação pública ao substituir as lâmpadas de vapor de mercúrio por luminárias de vapor de sódio, que garantem iluminação mais potente, proteção ambiental e segurança.
SUPERANDO DESAFIOS
O governo municipal resolve desafios urbanos históricos.  A Prefeitura garante moradia às pessoas que mais precisam por meio de parcerias com os governos federal e estadual. Em sete anos, 1.000 famílias foram retiradas de áreas de risco e levadas para unidades habitacionais construídas pela Prefeitura. Até o final do ano que vem, a Prefeitura garantirá a construção de mais 4.000 casas por meio de parcerias com o governo federal e a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).
Junto com a comunidade, a Administração também resolve a questão das enchentes na região Central. Para isso, finaliza a canalização do Ribeirão Jacuba e inicia a construção de dois reservatórios de amortecimento de cheias na região do Jardim Minda.
Também revitaliza o Centro com a abertura e pavimentação de vias, organização do trânsito, reestruturação do sistema de drenagem de águas pluviais, além da implantação de parque com equipamentos de cultura e lazer. As intervenções consomem recursos de mais de R$ 60 milhões, financiados pela PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.
A iniciativa privada responde aos investimentos para construção do novo Centro. Grandes redes de lojas se instalam na cidade e fortalecem o centro comercial, a exemplos da Baby Calçados, Magazine Luiza, Esplanada Móveis e a segunda unidade da Loja Seller que iniciaram atividades em Hortolândia neste mês.
A população aguarda a inauguração do Shopping Hortolândia, o primeiro da história da cidade. O setor hoteleiro também investe na cidade com a construção do Drud´s Hotel, com foco no turismo de negócio.
QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
De 2005 para cá, a Prefeitura desenvolve ações que garantem qualificação da mão de obra local para o mercado de trabalho. Para isso, trouxe para o município o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia que prepara profissionais na área de tecnologia.
Por meio de parcerias com entidades e o setor privado, a Administração oferece cursos rápidos nos setores de informática, administração, alimentação e estética.  Outra conquista é o Centro Educacional do Sesi (Serviço Social da Indústria) em construção pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). A unidade de educação, cultura e lazer oferecerá ensino em tempo integral para alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio.
No ano passado, o desenvolvimento econômico com responsabilidade social garantiu à Hortolândia o título da cidade média que mais cresce economicamente no Brasil, segundo pesquisa do IPEA (Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada) publicado pela Revista Veja, uma das publicações mais respeitadas do País.
Fonte: Portal da Cidade de Hortolândia
  • Comentários  

    29/06/2017