Hortolândia amplia unidades básicas de saúde

Taquara Branca, Carmem Cristina, Parque do Horto e Jd. Santa Clara conquistam unidades básicas de saúde

prefeito

 

Em Brasília, prefeito confirma investimento federal; obras começam até o final deste ano

O Ministério da Saúde confirma recursos financeiros de R$ 1,4 milhão para a construção de quatro UBSF´s (Unidades Básicas de Saúde da Família) em Hortolândia. Os bairros beneficiados com os novos prédios são Taquara Branca, Carmem Cristina, Parque do Horto e Jardim Santa Clara do Lago. A informação é do prefeito Angelo Perugini que se reuniu com o ministro Alexandre Padilha, nesta quarta-feira (3/08), em Brasília, acompanhado de um grupo de prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas). O governo federal investirá na construção de 29 UBSF´s na região.

A verba para construção dos postos de saúde é garantida pelo PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).  A Secretaria Municipal de Obras conclui os projetos arquitetônicos das unidades para abrir licitação e contratar a empresa que realizará o serviço. A previsão é de que as obras comecem até o final deste ano.

Para o prefeito Angelo Perugini, a construção das unidades de saúde vai ampliar a oferta de serviços à população, tornar o atendimento mais eficiente, além de melhorar a qualidade da infraestrutura para desempenho do trabalho. As unidades existentes funcionam em prédios locados, adaptados para o serviço.

“A função dessas unidades de saúde é muito importante no trabalho de saúde preventiva e de atenção básica. As obras darão continuidade às ações do nosso governo que reestrutura a rede municipal de saúde com a importante ajuda do governo federal. Queremos promover a saúde das pessoas para que elas vivam mais e melhor”, comentou o prefeito Angelo Perugini.

No Taquara Branca, a Prefeitura construirá uma UBSF Tipo 1 que comporta uma equipe de Saúde da Família.  Cada equipe é composta por, no mínimo, um médico da família, um enfermeiro, uma auxiliar de enfermagem e cinco agentes comunitários de saúde.

Para esse tipo de UBSF, o auxílio financeiro do governo federal é R$ 200 mil. De acordo com a Secretaria de Saúde, a unidade terá consultórios médico, de enfermagem, odontológico, salas de curativo, inalação e vacinação, além de banheiros feminino e masculino. O projeto contempla, ainda, recepção, salas de espera, de reunião e de agentes de saúde. A implantação da unidade atende a uma reivindicação antiga dos moradores daquela região.

Os bairros Santa Clara, Carmem Cristina e Parque do Horto foram contemplados com UBSF´s Tipo 2. Cada uma delas comporta até três equipes de Saúde da Família. Para construir cada UBSF Tipo 2, o governo federal concede ajuda financeira de R$ 400 mil.

Os prédios terão três consultórios médicos, três odontológicos e três de enfermagem, salas de inalação, curativos e vacinação. O projeto prevê, também, recepção e sala de espera, sanitários feminino e masculino, salas de agentes de saúde e reunião, além de almoxarifado, cozinha, banheiros feminino e masculino.

A UBSF do Jardim Santa Clara atenderá também os bairros Villagio Ghiraldelli e Campos Verdes. A unidade do Carmem Cristina atenderá os bairros Minda e São Jorge. A UBSF do Parque do Horto disponibilizará atendimento para os moradores dos jardins Nossa Senhora Auxiliadora e  Boa Esperança.

RMC

Neste sábado (6/8), Padilha visitará a região a convite do grupo de prefeitos.  Na ocasião, oficializará o investimento na construção das 29 UBSF´s, lançará a pedra fundamental de uma obra, em Valinhos, e passará pelo Hospital Ouro Verde, em Campinas, onde anunciará a ampliação de 100 e leitos.

“As novas unidades vão melhorar sensivelmente o serviço de saúde na região. Os municípios contemplados terão 20% a mais de espaço para atender a população. Isso significa atendimento mais ágil e com qualidade. Atende a um pedido dos prefeitos da região”, comentou o prefeito.

Participaram do encontro com Padilha, o presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC e prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes Júnior, os prefeitos de Monte Mor, Rodrigo Maia, de Valinhos, Marcos José da Silva, e a prefeita de Holambra, Margareth Groot.

  • Comentários  

    23/06/2017