Esquadrilha da Fumaça vai apresentar acrobacias em Hortolândia

“Embaixadores do Céu do Brasil” pilotam aeronaves da FAB em comemoração ao mês da Proclamação da República

O Esquadrão de Demonstração Aérea (EAD), mais conhecida como Esquadrilha da Fumaça, organização militar da Força Aérea Brasileira (FAB) apresentará 55 acrobacias especiais em Hortolândia. O evento é realizado pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Cultura. A apresentação será no Parque Socioambiental Parque Renato Dobelin, na região central às margens do Ribeirão Jacuba, no dia 4 de novembro, às 17h.

O evento será em comemoração ao mês da Proclamação da República, que será no próximo dia 15 de novembro.

Voando com aeronaves do modelo Imbraer 312, conhecido como Tucano, os 13 pilotos atingem uma velocidade de até 450 km/h. A altura mínima de voo é de aproximadamente 70 metros acima do obstáculo mais elevado da área de demonstração. De acordo com o Capitão Eduardo Maia Arantes, a apresentação será de 40 minutos.

“Nossa intenção é despertar o interesse do público pela aviação e pela profissão de militar. Os pilotos farão uma demonstração completa para encantar o público presente”, explica o Capitão Arantes.

Neste ano a Esquadrilha completa 60 anos. “As apresentações são em diversos locais do País, tanto em centros urbanos, quanto em fronteiras e tribos indígenas, sempre levando um pouco da história do Brasil”, informa o Capitão.

As manobras que serão apresentadas são: split, cruzamento duplo, looping em leque, coração, looping com desfolhado, break, looping coincidente com cruzamento lento, bomba, espelhão, bolota, DNA com duas voltas, barril com seis aeronaves com meio looping.

Segundo o secretário de Cultura, Tino Sampaio, o dia contará com várias atrações culturais como: exposições, show de grupos da cidade, apresentações de dança, aeromodelismo e capoeira.

“Será um dia repleto de atividades que marcam a Proclamação da República. A apresentação da Esquadrilha da Fumaça é uma forma de resgatar o civismo dos militares que defendem nossos territórios”, disse Tino.

  • Comentários  

    29/04/2017