Em Hortolândia áreas próximas do lixão são ocupadas por 2 mil famílias

Com início há três meses, áreas próximas ao antigo lixão de Hortolândia são ocupadas por sem-teto, e o número de famílias que estão no local já são 2 mil, segundo balanço dos organizadores da ocupação.

Sem-teto em HortolândiaSem qualquer infraestrutura no local, os moradores não sabem até quando poderão ficar nos barracos, já que o proprietário das áreas protocolou na Justiça duas ações de reintegração de posse.

“Se eles retirarem a gente daqui, não sabemos para onde vamos. Eu com as crianças, grávida… Meus sogros estão aqui do lado e outras muitas famílias estão aqui com a gente”, lamenta uma das moradoras.

Em outro barraco, outra moradora reclama da falta de água para suprir as necessidades da família, ao mostrar que o galão terminou antes do previsto.

A cada dia novos barracos são erguidos na ocupação.

Em Hortolândia existem mais de 20 mil famílias sem casa própria.

Estas ocupações são na verdade uma forma de reivindicação pela garantia de moradia digna, como se prevê na constituição, mas não acontece na realidade, cada dia cresce interesses das famílias sem moradia por essa luta contra as especulações imobiliárias que sempre favorecem e enriquecem poucos e deixam sem-teto milhões de famílias.

Com essa notícia já podemos ver que os projetos da prefeitura em questão da moradia não está sendo suficiente, o número de famílias que precisam de um lar cresce a cada dia em Hortolândia, e em outras cidades também, ocorrendo estas grandes invasões sem nenhuma infra-estrutura, ocasionando muitos problemas para toda a sociedade, aumentando diversos fatores, como a falta de atendimentos médico-hospitalar, escolas, creches, empregos, etc. Com essas condições precárias surgem também mais doenças e problemas sociais ( roubos, furtos, mortes, brigas, menores nas ruas )… A quem devemos atribuir uma culpa? À nossos governos que só prometem? Lutar pela moradia é crime? Onde vai tanto dinheiro arrecadado com impostos altíssimos? Você realmente acha que não tem mais jeito?

Quando aconteceu a reintegração de posse

A Reintegração de posse da área particular no Jardim Santiago em Hortolândia, aconteceu dia 17/07/2012, barracos foram derrubados por máquinas e acompanhados pela PM e GM.

O advogado que representa às famílias, Vandré Paladini Ferreira, disse que não havia intenção de confronto. Ele também confirmou que estuda um possível recurso na Justiça para reverter à reintegração. “Vamos analisar a questão jurídica”, afirmou o advogado. A prefeitura disponibilizou caminhões para fazer o transporte dos objetos das famílias que estão no terreno invadido. As pessoas que não tiverem para onde ir serão encaminhadas para programas sociais da prefeitura.

A Secretaria Municipal de Habitação montou posto de atendimento em escola infantil do Jardim Santiago para atendimentos das pessoas que saíram do terreno. De acordo com estimativa da Secretaria de Habitação, havia 65 famílias na propriedade no momento da desocupação.

  • Comentários  

    21/07/2017