G4 tenta levar Fiat para SPFC, Santos e Corinthians

Os torcedores de São Paulo, Santos e Corinthians podem ver nos uniformes das respectivas equipes, em breve, marca familiar a palmeirenses. O G4, entidade responsável por captar recursos para os quatro maiores clubes do Estado de São Paulo, negocia com Fiat e mais uma montadora patrocínio a ser compartilhado por todos.

O desejo do grupo é conseguir um patrocinador único oriundo do segmento automobilístico, e a Fiat, por já ser parceira do Palmeiras, é uma das empresas procurada para tal, enquanto a outra fabricante de veículos terá o nome mantido em sigilo até o fim das negociações. Convencer os italianos a estender o aporte, porém, não será fácil.

Quando a Fiat substituiu a Pirelli na cota máster do Palmeiras, em dezembro de 2007, Cledorvino Belini, presidente da empresa no Brasil e responsável pelo grupo na América Latina, afirmou que o patrocínio estava sendo feito especialmente pelas origens italianas da agremiação, característica que os rivais não compartilham.

“O setor automobilístico já não funciona mais assim, porque eles estão trabalhando no mercado brasileiro, e não italiano”, avalia José Carlos Peres, diretor executivo do G4. O alcance entre a torcida proporcionado pelo aporte, estimado em 97% da população paulista pela entidade, é o principal argumento a ser utilizado nas negociações.

Caso a outra montadora acerte o patrocínio ao grupo, em outro cenário, existe a possibilidade de que insira a marca nos uniformes de São Paulo, Santos e Corinthians, de modo que o Palmeiras seria deixado de lado para não interferir no aporte que a Fiat já possui. Para fechar negócio, o G4 precisa da anuência de ao menos três clubes.

Fonte: Maquina do Esporte

  • Comentários  

    28/07/2017