Diretor de marketing deixa Flamengo e vai para Traffic

O departamento de marketing do Flamengo sofreu mudanças nesta semana. Harrison Baptista, até então diretor da área, deixou o clube e partiu para a Traffic, agência de marketing esportivo que tem justamente a equipe rubro-negra como parceira comercial.

Por enquanto, ainda não se sabe quem será o substituto de Baptista. A pasta não está sem comando, uma vez que Henrique Brandão, vice-presidente de marketing, já era o homem com mais poder nessa área, segundo estabelece o estatuto do clube carioca.

O ex-diretor de marketing, no entanto, continuará próximo do Flamengo. A função dele na Traffic será gerir a conta flamenguista, que engloba, entre outras tarefas, comercialização da cota máster de patrocínio e licenciamento de produtos alusivos a Ronaldinho Gaúcho.

Baptista, na verdade, foi o responsável por costurar a chegada do atleta ao Flamengo, em janeiro deste ano. Como o ex-diretor havia trabalhado com o atleta quando ainda era empregado da Texaco, rede de postos de gasolina, a proximidade com o jogador facilitou o negócio.

O problema é que, mais de seis meses depois, Flamengo e Traffic ainda não conseguiram encontrar empresa disposta a desembolsar R$ 30 milhões anuais, valor almejado desde a contratação de Ronaldinho. Por essa razão, o clima piorou no clube carioca.

Após ter recusado oferta de R$ 15 milhões feita pela Peugeot e seguir sem patrocínio, Baptista e Brandão passaram a ser pressionados internamente, sobretudo por membros do conselho deliberativo, para que conseguissem aporte sem dividir a camisa em várias cotas.

Fonte: Reuters

Desse modo, com a mudança, o ex-diretor de marketing continuará envolvido na busca por patrocínios para o Flamengo, porém, como será remunerado pela Traffic, não terá mais de se reportar à vice-presidência de Brandão, e sim a Julio Mariz, presidente da empresa.

  • Comentários  

    18/08/2017