Brasileiros são destaques internacional de ginástica artística

Os ginastas brasileiros aproveitaram as disputas no Meeting Internacional de Ginástica Artística, disputado no último final de semana em São Bernardo do Campo, São Paulo, para se prepararem para os Jogos Olímpicos. O ginasta beneficiado pelo programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte, Arthur Zanetti, foi o destaque da competição ao conquistar duas medalhas de ouro.

Nas argolas, Zanetti ficou na primeira colocação com 15.825 pontos, seguido pelo argentino Frederico Molinari, com 14.550, e pelo canadense Hugh Smith, com 14.375. A outra medalha do bolsista foi conquistada no solo, que contou com a participação especial de Diego Hypolito, que voltou de uma contusão. Zanetti registrou em sua apresentação 14.875 pontos. O segundo lugar ficou com o canadense Hugh Smith, 14.600, e o terceiro com o francês Kevin Dupuis, 14.550.

O Brasil também dominou o primeiro dia de prova. O bolsista Péricles Silva conquistou o ouro no individual geral, com 85.100 pontos, o brasileiro Francisco Barreto ficou em segundo, com 84.950 pontos, seguido pelo canadense Hugh Smith, 84.450.

O Brasil também venceu a prova por equipes. A seleção brasileira somou 259.050 pontos, contra 253.850 dos franceses, que levaram a prata, e 246.550 de Portugal, terceiro colocado.

Outros bolsistas do Ministério do Esporte também subiram ao pódio. Daniele Hypolito levou a medalha de bronze no solo, com 13.325 pontos e a prata na prova das traves. Péricles Silva levou mais um ouro em outra prova, desta vez na barra. O paraense somou 14.125 pontos, seguido pelo francês Kevin Antoniotti (14.025) e o português Manuel Campos (13.605), em terceiro. Nas paralelas, o brasileiro ficou com o bronze, com 14.100.

O Brasil também subiu ao pódio no salto, com a prata conquistada por Laís Souza, que registrou 13.963 pontos. O ouro ficou com a canadense Elsabeth Black, com 13.988, e o bronze com Brittany Roger, do Canadá, com 13.838.

Esporte

  • Comentários  

    24/11/2017