4 tenistas em cadeiras de rodas vão às Paralimpíadas de Londres

O Brasil terá pela primeira vez na história quatro atletas do tênis de mesa em cadeira de rodas participando dos Jogos Paralímpicos Londres 2012. Dois deles são integrantes do Programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte: Maurício Pomme, de São Paulo, e Carlos Santos (Jordan), do Distrito Federal. Também participam da equipe Daniel Rodrigues e Rafael Medeiros. A definição chegou a 99 dias do início das Paralimpíadas e teve como base o ranking internacional, que terminou no dia 21 de maio.

Maurício Pomme representou o Brasil nos Jogos de Atenas, em 2004, e Jordan participou das duas últimas edições das Paralimpíadas: em 2004 e 2008, em Pequim. Aos 22 anos, o mineiro Rafael fará sua estreia nos Jogos Paralímpicos, ao lado de Daniel Rodrigues, 25 anos.

“É a primeira vez que o Brasil leva quatro atletas do tênis em cadeira de rodas e apenas cinco países irão à competição com quatro vagas, entre eles o Brasil”, comemora o coordenador técnico da modalidade, Wanderson Cavalcante. Para o técnico, a medalha pode vir nas disputas em dupla.

“No tênis, a medalha é muito complicada, pois existe apenas uma chance de ganhar e, com uma derrota, o time fica de fora. Vamos com espírito de vencer, mas sabemos que nossa realidade é difícil. Tentaremos chegar o mais longe possível”, contou o técnico. Wanderson acrescentou que, com a estrutura oferecida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para a aclimatação, em Manchester, as chances aumentarão ainda mais: “Serão 12 dias antes dos jogos, em que os atletas poderão treinar juntos e se habituar às mudanças, que vão do clima ao fuso horário”.

Segundo o diretor técnico do CPB e chefe de missão do Brasil nos jogos, Edilson Tubiba, a meta da equipe é ficar em 7º lugar no quadro geral de medalhas de Londres, e deverá ser cumprida. “O Brasil está atingindo todos os seus objetivos: das 20 modalidades, nos classificamos em 18, número que ultrapassa todas as nossas participações em Paralimpíadas, e vamos com atletas com grandes chances de medalha”.

O número pode aumentar ainda mais. O Comitê Paralímpico Internacional (IPC) divulgará no início de junho o número de vagas dos países no atletismo e na natação. A convocação oficial da Delegação Brasileira para os Jogos Paralímpicos de Londres será publicada no site do CPB no dia 20 de junho.

Esporte

  • Comentários  

    23/09/2017