Como Criar Avestruz para comercializar

Criar Avestruz para abate

Criar avestruz em cativeiro para fins de abate é uma atividade que esta em desenvolvimento no Brasil. Cada fêmea coloca em média 30 ovos por ano, sendo que a percentagem de pintos nascidos é de 50%. A vida reprodutiva de uma fêmea gira em torno de 35 anos.

Criar Avestruz em cativeiroAs instalações necessitam de áreas específicas como piquetes para reprodutores, piquetes para crescimento, berçário, incubatório e quarentenário. São abordados os principais aspectos envolvidos na implantação de um projeto de Criação de Avestruz, em escala comercial, mediante um processo moderno de produção e comercialização desse produto.

Para criar avestruz e comercializar com qualidade, se faz necessário, inicialmente, considerável investimento, basicamente em matrizes, instalações, orientações técnicas básicas e equipamentos que devem ser utilizados e que agregam maiores ganhos de produtividade e lucro econômico, por ocasião do processo produtivo.

O avestruz é uma ave que vive e se reproduz em áreas semi-áridas, podendo vir a ser criado nos campos, caatingas e cerrados. Se adapta muito bem às pastagens, comendo grande variedade de gramíneas, arbustos, folhas de árvores. Um macho adulto pode pesar acima de 120 kg e medir de 2,40 m até mais de três metros de altura. As fêmeas são normalmente um pouco mais baixas e mais leves.

Identificação da oportunidade de criar avestruz

Em relação a outros animais, a carne de avestruz possui baixo teor de gorduras, calorias e colesterol, e elevado nível de proteínas. Portanto, esta opção de criação poderá se constituir em fonte de renda alternativa para muitos pequenos produtores rurais, conforme pode ser avaliado pelos preços praticados no mercado dos produtos da Avestruz.

Análise dos riscos

Criar Avestruz em termos rentáveis não é uma tarefa difícil, principalmente para o produtor rural que já disponha de uma pequena propriedade e queira diversificar suas atividades.

Para se ir ganhando experiência e posteriormente implantar um sistema de produção de maior escala econômica, os especialistas recomendam aos produtores rurais as seguintes dicas para criar avestruz:

1.Comecem estudando as caraterísticas do Avestruz, sistema de manejo do plantel de origem, adaptando os conhecimentos da avicultura tradicional, principalmente quanto aos aspetos zoo-sanitários e metodologia de pesquisa.

2.Iniciem a atividade com um número reduzido de animais para facilitar o conhecimento e permitir perfeito controle das situações, reduzindo as chances de insucesso.

3.Comecem com programa de controle de parâmetros zootécnicos que permitam seleção dos reprodutores já na primeira geração, tendo por objetivos:

a) atingir 70% de sobrevivência dos pintinhos em relação ao total dos ovos;

b) peso no abate de 155 kg;

c) maior número de aves no lote com peso padrão na idade de abate;

d) maior percentagem de rendimento da carcaça, levando em conta que a comercialização se realiza com base no peso vivo no abate e a carne sem osso;

e) tamanho padrão – a uniformidade de tamanho do lote permite otimização do uso dos equipamentos.

Pode-se afirmar quanto ao risco, que a criação de Avestruz vem conquistando mais investidores, tornando-se assim um negócio lucrativo, com retorno de capital rápido e garantido, exigindo paciência e dedicação do produtor.

Como escolher um bom lugar para criar avestruz

Uma vez definidos os objetivos e determinadas as necessidades, deve-se começar o projeto pela escolha do local onde será instalada a Criação de avestruz.

A criação racional, na propriedade deve levar em consideração os cursos d’água, a direção do vento e outras influências naturais. Esses fatores são importantes na implantação de quebra-ventos, corredores entre piquetes, localização de abrigos, cochos e bebedouros e melhor utilização de outras facilidades, como disponibilidade de água. Há muitos tipos de instalações, com diferentes cercas, que podem ser reformadas ou adaptadas.

Dois aspectos básicos influenciam a decisão do empresário, quanto ao tamanho e localização:

  1. Conhecimentos suficientes sobre o tamanho do mercado consumidor dos produtos a ser atingido;
  2. Conhecimento da variedade a ser criada com suas respectivas capacidades de produção, por unidade de tempo.

Estrutura

A estrutura irá variar de acordo com a idade do avestruz, ou seja:

  • 0 a 3 meses: Abrigo de 1 a 3 metros quadrados por cabeça, a área externa deve variar de 20 a 100 metros quadrados por cabeça;
  • 6 a 20 meses: 20 a 25 cabeças por hectare;
  • Adultos: 600 metros quadrados por cabeça.

É importante lembrar que os abrigos precisam receber o máximo de ventilação possível. O piso não pode ser escorregadio e deve ser de fácil limpeza.

Investimento Inicial para criar avestruz

Conforme a estrutura do empreendimento, o valor estimado, para o empreendedor iniciar esse tipo de negócio, pode ficar em torno de: R$ 30.000,00

Capital de Giro: R$ 8.000,00

  • Investimento em equipamentos e instalações: R$ 22.000,00
  • Faturamento bruto mensal previsto: R$ 15.000,00

Obs.: Os valores apresentados são indicativos e servem de base para o empresário decidir se vale a pena ou não aprofundar a análise do investimento.

Não é necessário mais que um funcionário para o manejo de 10 casais de avestruzes. Como o manejo é muito simples pode-se utilizar um funcionário que por ventura já trabalhe na propriedade em outros afazeres. No caso do veterinário, não é preciso mais que uma visita mensal de um veterinário, visto que, o avestruz é uma ave muito resistente.

Vídeo:Thevillafranca

Sebrae

  • Comentários  

    27/06/2017