Com Webjet, Gol supera TAM no mercado aéreo doméstico em junho

SÃO PAULO – A Gol elevou sua participação no mercado doméstico de transporte de passageiros em junho e teria superado a rival TAM se a compra da Webjet já estivesse concluída pela companhia, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil, divulgados nesta quinta-feira.

A Gol encerrou o mês passado com uma participação no mercado doméstico de 37,13 por cento ante 35,39 por cento em maio. Enquanto isso, a TAM recuou de 44,43 por cento para 41,68 por cento no período.

Se incluída a participação de 5,51 por cento obtida pela Webjet no mês passado, a Gol teria ultrapassado a TAM por uma margem de quase um ponto percentual.

Em fevereiro, a Gol havia ultrapassado a TAM pela primeira vez desde a sua fundação, há 10 anos. Em março, a TAM voltou à liderança, que foi mantida em abril.

A Gol anunciou no início deste mês que vai comprar a Webjet, em uma operação de 311 milhões de reais que inclui dívida de cerca de 200 milhões. Mas a transação precisa passar por aprovação da Anac e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Ao anunciar o acordo com a holding GJP Participações, a Gol afirmou à época que vai gerir as empresas de forma separada até a aprovação da operação pelas autoridades.

Às 12h15, as ações da Gol subiam 0,31 por cento enquanto os papeis da TAM, que trabalha para ver aprovada sua fusão com a chilena LAN, avançavam 1,20 por cento. Enquanto isso, o Ibovespa subia 1,68 por cento.

Segundo a Anac, a demanda do mercado doméstico em junho cresceu 19,54 por cento em junho em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a oferta apresentou evolução mais contida de 12,48 por cento.

Com isso, a taxa de ocupação das aeronaves operadas no setor chegou a 68,1 por cento no mês passado, contra 64,09 por cento em junho de 2010.

No acumulado do primeiro semestre, a demanda no mercado doméstico cresceu 21,39 por cento enquanto a oferta subiu 14,59 por cento.

As empresas aéreas com participações menores que TAM e Gol ampliaram sua participação no mês de 17,57 em 2010 para 21,19 por cento neste ano, incluindo a Webjet. A Azul, terceira maior aérea do país, registrou fatia de 8,61 por cento, a Trip teve 3,24 por cento e a Avianca 2,94 por cento.

No segmento internacional, o tráfego de passageiros para empresas aéreas brasileiras subiu 7,7 por cento enquanto a oferta cresceu 4,92 por cento.

  • Comentários  

    25/05/2017