Bolsas da Ásia caem com preocupação sobre Europa e EUA

HONG KONG – As bolsas de valores da Ásia encerraram em baixa nesta quinta-feira, em meio aos receios dos investidores sobre a crise fiscal da Europa e discussões nos Estados Unidos para aumento do teto da dívida emitida pelo país.

Às 7h35 (horário de Brasília) o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífica exibia queda de 0,11 por cento, para 477 pontos.

“De uma perspectiva macro e mesmo fundamentalista, a Ásia está em uma posição muito mais forte que o Ocidente, mas se pode olhar a Ásia em uma posição isolada”, disse Catherine Yeung, diretora de investimento da Fidelity Investments, em Hong Kong.

“O movimento do mercado tem sido incrivelmente fácil. Do ponto de vista de fluxo de recursos, o maior risco para os mercados da Ásia-Pacífico ainda continua sendo Estados Unidos e Europa”, disse Yeung, acrescentando que há oportunidades de compra baseada nos preços dos ativos no caso de investidores de longo prazo na Ásia.

Nesta quinta-feira, o dólar recuou, fazendo o ouro disparar para nível recorde depois que a agência de classificação de risco Moody’s emitiu alerta sobre a situação de dívida dos EUA. Apesar disso, os Treasuries sugerem que os investidores de bônus esperam que parlamentares norte-americanos acabem elevando o teto para emissão de dívida de forma a evitar que o país entre em default.

Enquanto isso, a Itália provavelmente terá que pagar um alto preço para vender até 5 bilhões de euros em bônus de longo prazo, no que será um teste importante do apetite do mercado pela dívida do país uma vez que temores de contágio da crise disparou fortes vendas de ativos do país.

A bolsa de Tóquio fechou em queda de 0,27 por cento, a 9.936 pontos, sem quebrar nenhum suporte importante depois que a Moody’s afirmou que pode cortar a nota de triplo A dos EUA.

A Sony caiu 1 por cento enquanto a produtora de componentes eletrônicos Kyocera recuou 0,7 por cento.

A bolsa de Hong Kong encerrou praticamente estável, com oscilação positiva de 0,06 por cento. Xangai teve ganho de 0,54 por cento enquanto Taiwan teve oscilação negativa de 0,08 por cento.

Em Seul, o mercado também ficou perto do zero-a-zero, com ligeira alta de 0,02 por cento. A bolsa de Cingapura seguiu mesmo comportamento, registrando oscilação positiva de 0,01 por cento. Em Sydney, houve queda de 0,53 por cento.

  • Comentários  

    13/12/2017