Operação Magnólia combate tráfico de orquídeas

O Ibama encerrou na terça-feira, dia 20/03/2012, a Operação Magnólia, que teve como objetivo coibir o tráfico de orquídeas e cactus na região sudoeste da Bahia. Foram apreendidas 5.164 plantas e aplicadas multas cujo valor global atingiu o montante de R$ 1,5 milhão. Realizada no período de 15 a 20 desse mês, a operação foi realizada pelo Ibama, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e da ViaBahia Concessionária de Rodovias.

Não houve prisões durante a operação, mas os infratores foram enquadrados na Lei Federal 9.605/98, Art.70 e 72, no Decreto Federal 6514/08 Art. 47 § 1, Art. 3º, item II e IV e na IN Federal 112/2006 Art. 1º e 2, § único. Segundo a Chefe da Unidade Avançada do Ibama em Vitória da Conquista, Andréia da Mata Lula, o comércio ilegal de plantas – à exemplo de cactos, bromélias e orquídeas -, retiradas de seu Bioma natural ao longo dos anos, impede a reprodução e manutenção das espécies.

A apreensão das plantas nativas aconteceu no momento em que elas estavam sendo comercializadas na BR 116, apenas no trecho compreendido entre os municípios de Vitória da Conquista e Itatim. “Este comércio ilegal realizado ao longo do ano e de toda a BR, se constitui em um crime ambiental, que provocado por esta atividade danosa, compromete a própria sobrevivência das espécies, concluiu Andréia Lula.

Ibama

  • Comentários  

    19/09/2017