Ibama participa em Genebra de mais uma reunião da Cites

O Ibama participou entre os dias 15 e 19 de agosto de mais uma reunião em Genebra a respeito do Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (Cites).  O modelo brasileiro tem sido referência para muitos países. A Suécia elogiou a forma como o Brasil tem conduzido estes assuntos. Pela primeira vez, o país participou do comitê permanente, e manteve a posição de seguir no grupo de trabalho quando o assunto for as espécies trazidas por barcos de outros países.

O Ibama é autoridade administrativa, de controle e científica, junto com o ICMBio, e tem a atribuição de emitir licenças para a comercialização internacional de qualquer espécime de espécies incluídas nos anexos da Cites. A Cites regulamenta a exportação, a importação e a reexportação de animais e plantas, suas partes e derivados, através de um sistema de emissão de licenças e certificados que são expedidos quando se cumprem determinados requisitos. Um dos requisitos para expedição de licenças é se determinado tipo de comércio prejudicará ou não a sobrevivência da espécie.

O país teve o apoio do MRE, que teve um diplomata representando o Itamaraty. O Brasil é apenas observador, ou seja, não faz parte do comitê permanente. O comitê prepara os documentos que entraram em pauta  na reunião das partes.

  • Comentários  

    23/10/2017