Ibama impede roubo de 2 mil m³ de madeira apreendida no Pará

O Ibama acaba de desarticular um esquema de roubo de 2,1 mil m³ de madeira em tora (cerca de 100 caminhões cheios) apreendidos pelo instituto na região do rio Curuatinga, a cerca de 150 km de Santarém, no oeste do Pará. Na ação, que começou no final de abril e foi concluída nesta terça-feira (08/05/2012), duas balsas e um empurrador utilizados na operação criminosa foram apreendidos. Os arrendatários das embarcações, além de multados em R$ 158 mil, vão responder a inquérito criminal na Polícia Federal pelo roubo do material apreendido.

Um plano de manejo florestal em Uruará, distante 150 km do Curuatinga — encarregado pelo esquema de emitir guias florestais fraudadas para “legalizar” a madeira roubada —, também foi identificado, autuado em R$ 400 mil e bloqueado no Sisflora (o sistema estadual que controla o comércio de produtos florestais no Pará). As duas madeireiras que receptariam a carga depois do esquentamento já foram descobertas e poderão ser embargadas assim que fiscalizadas.

Os 2,1 mil m³ de toras foram apreendidos em outubro de 2011, durante uma operação de combate ao desmatamento ilegal nas margens do rio. Elas estavam estocadas em esplanadas georreferenciadas na mata ciliar, aguardando a conclusão do processo administrativo que vai doar a madeira à Defesa Civil de Santarém.

No dia 27 de abril, os agentes do Ibama chegaram de helicóptero ao local e flagraram os criminosos roubando as toras, que eram carregadas nas balsas, com a ajuda de tratores e caminhões. Ao avistar a aeronave, os homens fugiram com as máquinas para o interior da mata. Uma das balsas, já carregada com 527 m³ da madeira roubada, também tentou escapar mas acabou interceptada a cerca de 10 km rio acima.

“As balsas tinham capacidade para transportar milhares de metros cúbicos de uma vez. Se não tivéssemos feito a ação naquele momento exato, hoje só haveria o rastro da madeira apreendida”, diz o chefe da Divisão de Fiscalização do Ibama em Santarém, Tiago Jara, que coordenou a ação.

Todos os envolvidos na tentativa de roubo e no esquema de emitir guias florestais fraudadas para o esquentamento dos produtos florestais apreendidos pelo Ibama foram denunciados à Polícia Federal.

Ibama

  • Comentários  

    19/10/2017