Guardiões das Montanhas III emite R$ 2 milhões em multa

Operação Guardiões das Montanhas III emite quase R$ 2 milhões em multas e 240 m³ de madeira serra apreendida. Este é o primeiro balanço da Operação Guardiões das Montanhas III, que está sendo realizada pelo Ibama nas regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, principalmente nos municípios de Uberlândia, Uberaba, Araxá e Patos de Minas.

fiscalizacaoIBAMAA operação, que teve início no último dia 12/03, têm como objetivos principais verificar a regularidade das empresas que comercializam madeira oriunda da Amazônia e a origem dessa madeira. Ações como essa ajudam no combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, fiscalizando toda a cadeia produtiva da madeira, desde os planos de manejo até os pólos consumidores.

Até o momento foram fiscalizadas nove empresas. As principais irregularidades foram encontradas na venda de madeira sem a emissão de Guia de Controle Ambiental (CGA), depósito de madeira sem origem legal e apresentação de informações falsas no sistema de controle.

O controle do estoque de madeiras nas empresas é baseado em créditos. A cada venda de madeiras, deve ser emitida a GCA que debita o saldo referente à madeira vendida no sistema. A prática de venda sem a emissão da GCA é utilizada para manter sempre um crédito alto de madeiras no sistema, possibilitando fraudes envolvendo a madeira ilegal.

Cientes da ação de fiscalizatória na região, muitas empresas têm usado de fraude e operações irregulares no sistema para tentar adequar o volume de madeiras do sistema ao volume em estoque nos pátios. Essa prática de apresentação de informações falsas no sistema é passível de multas que podem chegar até um milhão de reais, dependendo do porte da empresa.

Ibama

  • Comentários  

    21/07/2017